Dave Grohl no Carnaval do Rio de Janeiro

Dave Grohl no Carnaval do Rio de Janeiro

Já imaginou Dave Grohl no Carnaval do Rio de Janeiro? Pois isso aconteceu brevemente em 1993. No dia 21 de Janeiro, Dave, a namorada na época, Jennifer Youngblood, o técnico de som do NIRVANA, Alex McLeod e mais três membros da equipe visitaram o ensaio da Escola de Samba Caprichosos De Pilares, no Rio de Janeiro, Brasil.

Na ocasião, Dave arriscou tocar tamborim e bebeu cerveja com os membros da bateria da Caprichosos. Ele disse ainda que a grande diferença do show do Hollywood Rock no dia 23 para o da semana anterior em São Paulo é que, ele iria incluir a bateria da Caprichosos no elenco do Nirvana. Dave ainda ganhou uma camiseta da “Ala dos Marajás” da escola de samba e prometeu usá-la durante o show.

A breve experiencia de Dave Grohl no Carnaval foi acompanhada pela repórter do Jornal do Brasil, Denise Moraes e pelo fotógrafo Marcos Vianna. A edição do dia 23 de Janeiro do Jornal do Brasil contou um pouco sobre a visita em uma curta matéria sob o titulo:

 

Nirvana e Caprichosos De Pilares

dave grohl no carnaval jornal do brasil
Matéria Jornal do Brasil (23 de Janeiro de 1993)

“Um tamborim pregou o maior susto em David Grohl, baterista do Nirvana (atração de hoje no Hollywood Rock), anteontem à noite. Depois de jantar no japonês Madame Butterfly com o regrado companheiro baixista Chris Novoselic (que voltou ao hotel anunciando que iria dormir).

dave grohl no carnaval - fantasia
Dave Grohl posa para foto com fantasia de carnaval.

David, sua mulher Jennifer, o tour manager Alex MacLeode mais três amigos da entourage se baldearam para a Caprichosos de Pilares. Não deram muita sorte. Chegaram lá por volta das 23h, no fim do ensaio da escola. Só deu para ouvir o ultimo baticum, mas a turma aproveitou o final de festa para balançar pernas e cabeças em sinal de aprovação. David garantiu que já conhecia o ritmo; ‘Ouvi outro dia andando pela praia. Não sei muito sobre o carnaval, mas essa batida é fantástica.’

Pouco depois aproximou-se de um dos integrantes da bateria intrigado com as baquetas do tamborim. Deu uma paulada no instrumento e o devolveu a Luciano, 17 anos, dois na Escola, perguntando a ele como funcionava. O garoto arrasou e devolveu a David, que não se atreveu e saiu correndo: ‘Nooooo!’.

Depois da gozação de todos os seus amigos, David parece ter se convencido de que o instrumento não mordia e voltou a aproximar-se dele, mas só para deixar seu autografo para Luciano. O sambista aproveitou e pediu a assinatura de todo mundo sem ter ideia de quem eram. ‘Eles são do pophotgilpeper’, enrolou a língua. Sem samba, David e a turma passearam pela quadra da escola e ficaram entusiasmados com as fantasias expostas.

“São lindas. nós não temos isso nos Estados Unidos. Nem em Nova Orleans é tão grandioso”, elogiou David informando, de brincadeira, que a grande diferença do show de hoje para o da semana passada em São Paulo é que ele iria incluir a bateria da Caprichosos no elenco do Nirvana. Jennifer quis saber quando era o carnaval e lamentou não poder participar porque vão embora do Rio na semana que vem. ‘Mas eu venho no ano que vem tocar com eles’, prometeu o baterista.

De tão simpático, David ganhou cerveja e uma camiseta da Ala dos Marajás. Nova promessa: ‘Vou usá-la no show’. O grupo voltou para o Hotel Intercontinental – onde está hospedado – já com uma programação acertada para o fim do show de hoje a noite: voltar ao ensaio da Caprichosos, que, aos sábados, acaba bem mais tarde.”

Denise Moraes – Jornal do Brasil, 23 de Janeiro de 1993.

"Boddah"

Fã de Nirvana desde a primeira vez que o peso de "Bleach" entrou por meus ouvidos. Antes de tudo, um curioso insaciável. Pesquiso para aprender, escrevo para compartilhar o que aprendi."A curiosidade matou o gato, mas a satisfação o trouxe de volta!"
Fechar Menu